terça-feira, 30 de abril de 2013

Resenha de Filme: Os Croods

Postado por Natália Gimenes às 19:12
Nome Nacional: Os Croods
Lançamento: Março 2013 - Brasil
Dirigido Por: Chris SandersKirk DeMicco.

Gênero: Animação, Aventura e Comédia.
Classificação: ***** (5/5)
Sinopse: 
Em plena era pré-história, escondidos na maior parte do tempo dentro de uma caverna, vivem Grug, a esposa Ugga, a vovó , o garoto Thunk , a pequena e feroz Sandy e a jovem Eep. Eles são os Croods, uma família liderada por um pai que morre de medo do mundo exterior. Só que grandes transformações estão para acontecer, pois a adolescente Eep acaba conhecendo o também jovem Guy e ele vai apresentar um incrível mundo novo, para o desespero do paizão protetor. Agora, juntos, eles vão enfrentar grandes desafios e se adaptar a uma nova e divertida era.
Trailer: 
Resenha:

Pois bem, os Croods conta a história de uma das ultimas famílias da pré-história, sim, eles tinham muitos vizinhos, porém todos foram mortos de uma formal cruel...ou não. Sabendo disso, o pai Grug e sua família, vivem a maior parte do tempo dentro de sua caverna. Porém Eep é uma adolescente em que não tem medo de coisas novas (como sua família). Em um momento, todos estavam dentro da caverna dormindo, e Eep ouviu um barulho estranho, curiosa, abriu uma parte da caverna e foi ver o que era, assim ela conheceu Guy um menino que não é da pré-história e teme que a Terra se rache inteira dividindo tudo. Depois de um tempinho o que Guy temia, vira realidade e toda a família de Eep tem que ir para uma grande montanha, onde eles estaram seguros. No caminhoa até lá, eles se divertem bastante, cometem desapegos, mas principalmente tem que aprender a soltar o orgulho, e acreditar em quem realmente sabe.

Eu gostei muito deste filme, tenho ficado cada dia mais feliz, pois tudo o que leio e assisto está me fazendo bem, e estou gostando muito. Com este filme não foi diferente, me identifiquei muito com a Eep, e achei super legal a forma em que eles tomam banho, a maneira em que cada um aprende coisas novas e se divertem. Por incrível que pareça eu chorei neste filme, e não chorei pouco não, eu o assisti quando estava em Caraguá, fui com meu pai e um primo nosso, eu sentei ao lado de meu pai e foi uma história em que me tocou muito. Grug faz a linha de pai durão porém é para proteger sua família, Eep não via assim ela o via como um pai digamos que chato, mas na hora do "vamo vê" é que tudo acontece mesmo e eles se descobrem. Eu sempre choro em filmes, pois me coloco no lugar da pessoa, "E se tivesse eu ali", ou outras coisas e dali, desando a chorar. Enfim eu sou assim, e tenho que me aceitar dessa forma, pois não posso me mudar.

Enfim, é um filme em que eu recomendo que assitam em família pois é lindo. Beijos e até a próxima (:

0 comentários:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

 

Bolsas Amarelas | Desenvolvido por Frufruzando